SHOT

Foto de: Facebook-Occupy France

Governo prepara medidas anti motins sociais

14/11/2011
Tiago Figueiredo
1

Preocupado com a atual vaga de manifestações, o Governo de Pedro Passos Coelho já está a preparar um plano B para fazer frente a possíveis tumultos sociais, consequência previsível face à insatisfação generalizada devido à crise.

 

De acordo com um estudo divulgado recentemente pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), Portugal está entre os seis países da Europa com um risco elevado de "tumultos sociais", face aos sacrifícios impostos pela crise e pelo desemprego.

Dos 118 países analisados pela OIT, a tensão social está a aumentar nos EUA, na Europa, nos países árabes e, em menor medida, na Ásia. Só na Europa, para além de Portugal, há mais seis países europeus (Espanha, Estónia, França, Eslovénia, Irlanda e Grécia) em risco elevado de explosões sociais.

Na sequência do agravamento da crise económica, o Governo já está a preparar um plano de contingência para fazer face a possíveis confrontos violentos. Segundo o Jornal i, o executivo assume a possibilidade de alguns ministérios, como o das Finanças ou da Economia, poderem vir a ser barricados e impedir a entrada de funcionários e membros do governo nas sedes dos ministérios. Se tal acontecer, o Governo planeia arranjar outro lugar onde o trabalho possa decorrer na normalidade.

Citado pelo mesmo jornal, Pedro Passos Coelho, admitiu que "pode haver quem se entusiasme com as redes sociais e com aquilo que vê lá fora, esperando trazer o tumulto para as ruas de Portugal. Nunca iremos por aí".

O New4Media contactou o Ministério da Administração Interna mas, até ao momento, não obteve qualquer esclarecimento.


Veja o vídeo de confrontos em Roma:



Veja o vídeo dos confrontos em Atenas:



 

TAGS: , MAI, Ministério da Administração Interna, economia, tumultos, governo, plano, plano B, plano de contingencia, Organização Internacional de Trabalho, estudo, EUA, europa, primeiro ministro, pedro passos coelho, ministerio, crise, crise economica, desemprego, ual, n4m

 

Últimos comentários

  • Salta pocinhas
    2011-12-30 23:17:10
    Os políticos ao invés de investir nas forças da ordem,deviam era investir no bem estar das populações,na justiça social,no emprego e no combate á pobreza, e assim seriam evitados muitos conflitos e revoltas populares, mas acontece que os grandes interesses económicos sobrepõem-se a tudo pondo de lado sempre os valores mais fundamentais que são as pessoas,como diz o ditado; "casa que não tem pão, todos ralham e ninguém tem razão," nestes tempos é um pouco isso que está acontecer

Comentários