SHOT

Ocupas de Wall Street inspiram novo filme de Michael Moore

19/10/2011
Mariana Araújo
0

Michael Moore vai finalmente voltar a realizar. O famoso cineasta rebelde norte-americano inspirou-se nos ocupas de Wall Street, cumprindo assim a promessa que fez depois do último filme: só voltar a realizar quando houvesse ações de protesto no seu país.


Michael Moore estava só à espera de um bom tema para poder trabalhar e realizar um novo filme. Parece que, finalmente, o que queria chegou.

O movimento Occuppy Wall Street fascinou-o e fê-lo sentir-se o clique para voltar a produzir. O seu último documentário analisava exatamente o impacto da dominação corporativa sobre a vida quotidiana - não só dos americanos, mas também no resto do mundo - e explorava a questão ´´qual é o preço que a América paga pelo seu amor ao capitalismo?´´.

O realizador viu neste movimento a resposta não ao seu trabalho, mas sim à mensagem que transmitiu no documentário. Moore sente que como os americanos lhe ''deram ouvidos'', vele a pena voltar a passar a sua mensagem através dos seus filmes. Tudo isto motiva-o a fazer repetir a 



“Fiquei imediatamente encantado porque houve, finalmente, uma resposta. Não ao filme, mas à ganância e corrupção dos capitães da indústria que têm abusado do poder nos últimos anos”, diz Michael Moore em entrevista ao The Wrap.

Porém, o novo filme que Michael Moore vai realizar em nada será sobre este movimento, mas sim sobre um assunto ainda não abordado. O tema está ainda sob segredo.



Quem é Michael Moore?

Michael Moore além de cineasta, documentarista e escritor é, também, bastante famoso devido à postura crítica que tem relativamente às grandes corporações, à violência armada, à invasão do Iraque e à hipocrisia dos políticos - principalmente à de George W. Bush.

Moore, utiliza o seu trabalho para passar a sua mensagem aos americanos.

O seu último trabalho foi o sensacionalista documentário ´´Capitalismo: Uma História de Amor´´, em 2009. No final, Michael concluiu: ´´Estou cansado de arriscar sozinho, e  não vou voltar a fazê-lo. Não vou fazer outro documentário até que veja a população a fazer algo.´´.

Outro dos seus documentários, que fez história, foi o ´´The Big One´´ em 1997 - através do qual passou ao público as aldrabices das grandes empresas americanas e dos políticos. Neste documentário expôs a realidade da marca Nike - que utilizava crianças, como mão-de-obra barata, na Indónesia.

O seu filme mais premiado foi o ´´Bowling for Columbine´´, em 2002, que abordou a obsessão dos Estados Unidos pelas armas e pelo superioridade militar, dando como exemplo, o massacre ocorrido numa escola - Massacre de Columbine.


Siga o New4Media no Facebook




























TAGS: , Movimento Occuppy Wall Street, ocupas, Moore, Micheal Moore, capitalismo: uma história de amor, realizador, cineasta, Indónesia, The Big One, Bowling for Columbine, Massacre de Columbine, Nike, mão-de-obra infantil

 

Comentários