SHOT

Manidfestantes em Wall Street

Ordem de despejo para os ocupas de Wall Street

13/10/2011
Diogo Marques
0
Ocupas de Nova Iorque convocaram uma concentração de urgência para defender, de forma pacífica, a ocupação da praça Zoccutti. Segundo comunicado emitido pelo movimento, no site oficial, as autoridades alegam tratar-se de uma operação de limpeza.

A empresa Brookfield Properties, proprietária da praça Zuccotti,  comunicou aos manifestantes que a partir de hoje, sexta-feira, não poderão voltar a montar barracas ou outras estruturas, nem instalar lonas ou sacos de dormir, medidas que levaram ao movimento Occupy Wall Street a convocar uma concentração "pacífica" hoje às 11h00 em Lisboa. 

Aquele que é considerado o epicentro da finança mundial, Wall Street em Nova Iorque, vive há quatro semanas dias sem precedentes. Apesar de se poder pensar que o movimento Occupy Wall Street não tem sido suficientemente noticiado, o certo é que o impacto da iniciativa leva a crer que se está perante algo nunca antes visto na história dos EUA, pelo menos com estes contornos.

O movimento Occupy Wall Street pretende marcar uma posição contra todo o sistema económico e financeiro, de características capitalistas, que deu origem à crise global que ainda se faz sentir. Este movimento apresenta-se como pacífico e pretende alertar o mundo para o facto de os “donos do dinheiro” – os que à partida têm nas suas mãos os destinos da economia mundial, ou grande influência –, terem de ser responsabilizados pela crise global. No fundo, o movimento quer ser a voz plural que pretende ser ouvida e que quer mostrar a força da união quando existe um objetivo comum.

Se inicialmente se podia pensar que o movimento não era mais do que um grupo de rebeldes a quererem chamar a atenção dos media, hoje, uma interpretação séria não pode chegar a essas conclusões. É que a persistência do Occupy Wall Street  acaba por mostrar que estamos a falar de uma marcha que está a crescer e a juntar-se a outros movimentos do género na Europa, podendo assumir uma dimensão à escala global. Um cenário que é tanto mais real quando se percebe que o grupo tem objetivos bem definidos, uma organização completa e uma enorme capacidade de dar resposta aos obstáculos que podem surgir – e certamente surgirão – num futuro próximo.


O movimento Occupy Wall Street cresceu e já está a uma escala global. Para provar esse mesmo facto, são as manifestações que estão marcadas para o próximo sábado dia 15 de outubro e Portugal não foge à regra. Mais um vez é possível ver a influência que a internet e o facebook tem no que toca a mobilização de pessoas.

TAGS: , okupas, wall street, manifestantes, geração à rasca, geracao a rasca, nova iorque, ocupação, ocupas, n4m, ual, 15O, 15 outubro, 15 Out

 

Comentários